Entenda como os influenciadores digitais podem impactar a jornada de compra do seu cliente

O processo de compra envolve muitas fases e o micro influenciador pode ajudar o cliente a escolher uma marca espontaneamente.

A jornada de compra de qualquer consumidor está cada vez mais complexa e dinâmica. Hoje em dia, existem muitos canais de contato, influenciadores de todos os tipos, concorrências em diversas direções e o consumidor é o objetivo final de tudo isso.

É notório que publicidade tradicional não atende mais o consumidor, que passou a se incomodar com as ligações indesejadas de call centers, assim como com as propagandas massivas enquanto assiste a um filme ou série na TV. Muito dessa transformação, se deve as mídias sociais e as novas tecnologias, que impactam o dia a dia das pessoas a todo o momento.

Além de se tornar mais crítico, pois procura pelos melhores preços e promoções, o consumidor tem utilizado diversos canais disponíveis e buscado a opinião de pessoas que entendam de seus assuntos de interesse e que possam contribuir com sua experiência.

São muitos os mecanismos que influenciam na decisão do consumidor em comprar determinado produto ou serviço, com uma marca específica e não com outra. Entre as formas mais comuns de influenciar uma compra estão: a propaganda, a experiência de familiares e amigos, o período de entrega e, claro, o preço do produto.

O “funil de compra” do consumidor

É necessário entender também o já conhecido “funil de compra”. Com esse diagrama em forma de funil é possível trabalhar cada passo da compra e investir mais na etapa que possa fazer o cliente tomar sua decisão final e optar pela sua marca.

Pensando no funil sob o olhar anterior da compra, ou seja, antes da pessoa se decidir, temos algumas fases decisivas, como por exemplo, o engajamento do cliente com a marca. Nesse momento, o cliente se interessa pelo produto e começa a pensar se vale ou não a pena adquirir esse serviço. Muitas vezes é nessa etapa que o comprador já decide se vai ou não adquirir o produto e, portanto, esse pode ser um momento determinante.

Durante esse processo surgem os influenciadores digitais que do dia para a noite começam a impactar milhares de pessoas, rapidamente. É nesse momento que o marketing de influência colabora na decisão do consumidor. Antes, um grupo seleto de grandes artistas e celebridades tinha em suas mãos o poder de ditar o que seria tendência nas mais diversas áreas. Hoje, pessoas aparentemente comuns já são consideradas formadoras de opinião e movimentam a internet.

O marketing de influência também pode ser válido em outras etapas da jornada de compra do cliente. Por exemplo, na fase da pesquisa e avaliação, em que o cliente vai averiguar suas opções e se informar quanto à qualidade, preço e custo benefício do produto. Um micro influenciador que possa contribuir positivamente com suas opiniões sobre uma marca nessa etapa pode mudar instantaneamente a escolha do cliente.

O poder dos micro influenciadores na decisão de compra do cliente

Uma pesquisa recente da Ivelocity, empresa norte-americana especializada em marketing online, mostra que mais de 90% das pessoas preferem uma recomendação boca a boca de uma fonte de confiança, do que de campanhas pagas. A internet deu voz e espaço àqueles que usam as plataformas como YouTube, blogs e Instagram para vender conteúdo e elevar o sucesso de uma marca.

Esse é o efeito do marketing de influência, que tem ganhado cada vez mais força principalmente pelos influenciadores digitais, que mostraram a relevância que podem dar a uma marca. Principalmente os micro influenciadores que, por se tratarem de pessoas que dominam de um assunto específico e que fazem uso de uma marca naturalmente, ganham a confiança e respeito do público.

Como já foi dito anteriormente, os micro influenciadores conversam com um nicho específico de pessoas e por isso, tem credibilidade com o público. Os influenciadores, de fato, buscam passar para os seus seguidores suas experiências com aquela marca ou serviço e naturalmente incentivam as pessoas a aderirem ou não, a um produto.

Vale destacar que para usar essa ferramenta é preciso cautela, pois diferente de uma ação publicitária, o influenciador vai indicar apenas aquilo que conhece e confia. O marketing de influência, mais do que gerar awareness e branding, pode ser uma ferramenta de conversão de vendas. Aliar sua marca a micro influenciadores pode ser a estratégia que falta para a empresa se tornar reconhecida no mercado com mais credibilidade.

A fase do “pós-compra” também é fundamental. O cliente precisa sentir que aderiu a marca certa e que encontrou nela o que precisava. Caso tenha aprovado um determinado produto, o cliente pode até se fidelizar à marca e se tornar uma ferramenta espontânea da empresa, indicando para outras pessoas ou ainda comprando mais vezes.

Acesse www.mylouder.com e fique por dentro das novidades sobre esse tema!

Post a Comment